PF faz operação contra mesada de empresários a vereadores de SC

Suposto esquema envolve pagamento a parlamentares de Florianópolis em troca de aprovação de projetos

Andreza Matais, O Estado de S. Paulo

12 de novembro de 2014 | 09h24

BRASÍLIA - A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira, 12, operação para desbaratar esquema que envolvia o pagamento de mesada a vereadores de Florianópolis por empresários em troca da aprovação de projetos de seus interesses. A operação Ave de Rapina cumpre 38 mandados de busca e apreensão, prisão e condução coercitiva em cidades de Santa Catarina (Florianópolis e Joaçaba) e Rio Grande do Sul (Porto Alegre, Vera Cruz, Santa Cruz do Sul e Flores da Cunha). 

Segundo a PF, empresários "pagavam altas quantias em dinheiro para ter seus interesses estampados nas normas municipais." Durante as investigações, a PF identificou pagamento de propina a laranjas do esquema e apreendeu R$ 100 mil juntamente com aditivos contratuais superfaturados de obras em Florianópolis. 

Os investigadores comprovaram a existência do esquema em contratos de radares e lombadas eletrônicas e eventos festivos e culturais na cidade. A PF não informou, até as 9h30 desta quarta-feira, quais os vereadores envolvidos no esquema. 

Operação Trevo. A PF também deflagrou na madrugada desta quarta-feira a operação Trevo, que desbaratou uma quadrilha que explorava o jogo do bicho, máquinas caça-níquel e emissão de bilhetes de loteria como se fossem títulos de capitalização.

A operação foi deflagrada em 13 Estados, e 140 mandados de busca e apreensão; sequestro de valores, bens imóveis e veículos de luxo; prisão temporária e preventiva; e condução coercitiva estão sendo cumpridos. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.