PF faz operação de busca e apreensão em casa de secretário da CGU

Sérgio Nogueira Seabra é suspeito de vazar informações

O Estado de S. Paulo

08 de agosto de 2013 | 22h25

A Polícia Federal cumpriu ontem uma operação de busca e apreensão na casa de Sérgio Nogueira Seabra, secretário de Prevenção da Corrupção e Informações Estratégicas da Controladoria-Geral da União (CGU). A ação fez parte da Operação Sinapse, deflagrada pela PF contra o desvio de verbas na educação técnica no Paraná. Antes de se tornar secretário na CGU, Seabra era assessor de Controle do Ministério da Educação e acompanhava auditorias da controladoria em órgãos do setor.

Em nota, a CGU afirmou que o mandado foi expedido em função de suspeitas, pelo delegado responsável, de vazamento de informações. Isso em consequência de gravações de conversas telefônicas mantidas pelo Secretário na época em que era Assessor de Controle Interno do Ministério da Educação (MEC).Segundo a CGU, foi de iniciativa de Seabra, inclusive, a solicitação para que a CGU realizasse uma auditoria no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Paraná (IFPR), a qual deu origem à Operação Sinapse. De acordo com o órgão, não há nenhum elemento concreto que "possa indicar qualquer conduta irregular do então Assessor de Controle Interno do MEC e atual Secretário de Prevenção da CGU, mas apenas uma mera ilação, da parte da autoridade policial, feita a partir dessas conversas telefônicas grampeadas".

Tudo o que sabemos sobre:
Corrupção

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.