PF faz operação no RS contra fraudes na Previdência social

Grupo criminoso utilizava empresas inativas para efetuar o registro de falsos empregados e assim possibilitar que elas obtivessem benefícios

estadão.com.br,

23 Novembro 2011 | 11h17

SÃO PAULO - Agentes da Polícia Federal, juntamente com o Ministério da Previdência Social e Ministério do Trabalho, cumpriram na manhã desta quarta-feira, 23, na cidade Porto Alegre, mandados de busca e apreensão contra uma quadrilha que fraudava a Previdência Social. O prejuízo aos cofres públicos chega a R$ 900 mil.

Segundo a PF, o grupo criminoso utilizava empresas inativas, algumas nunca tiveram empregados, para efetuar o registro de falsos empregados e assim possibilitar que essas pessoas obtivessem benefícios de auxílio-doença, auxílio-acidente e seguro desemprego. Os principais investigados da Operação Blindagem I são um contador e uma advogada.

As investigações tiveram origem em denúncia sobre fraudes na concessão de benefícios previdenciários e seguro desemprego, encaminhada à Previdência Social. A ação contou com a atuação conjunta da Força Tarefa Previdenciária e do Ministério do Trabalho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.