PF faz operação para prender quadrilha de contrabandistas

A Polícia Federal iniciou na manhã desta sexta-feira, em conjunto com a Receita Federal, a Operação Safári, com o objetivo de prender uma quadrilha acusada de contrabando de uísque, perfumes e produtos eletrônicos.Segundo nota divulgada pela PF, a quadrilha envolvia servidores de embaixadas com imunidade diplomática, servidores do Ministério das Relações Exteriores e a empresa de produtos importados Duty Free, além de quatro contrabandistas. O grupo opera em Brasília há pelo menos três anos. A quadrilha é acusada de se aproveitar de regalias da diplomacia para importar produtos caros e revender no mercado nacional com lucros de até 300%. De acordo com as investigações, um só grupo das embaixadas investigadas teria importado 4.382 garrafas de uísque entre novembro de 2004 e março de 2005. Entre os clientes da quadrilha, haveria uma longa lista de servidores da Câmara e do Senado. A operação conta com a participação de mais de 70 policiais federais, distribuídos em equipes, que cumprem sete mandados de busca e apreensão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.