PF fiscaliza empresas de segurança privada no Mato Grosso

Alguns agentes das empresas vistoriadas não possuem especialização para exercer as funções

estadão.com.br,

31 Maio 2012 | 16h06

SÃO PAULO - A Polícia Federal fiscalizou oito empresas de segurança privada no município de Sorriso, no Mato Grosso, durante a manhã desta quinta-feira, 31. As fiscalizações integram uma operação contra empresas que atuam no setor de segurança sem autorização.

Alguns agentes das empresas vistoriadas não possuem especialização ou quaisquer tipo de preparação para exercer suas funções. Outra irregularidade encontrada, de acordo com a PF, é a jornada de trabalho dos seguranças.

No shopping de Sorriso trabalham apenas dois seguranças, numa escala de 12 x 12 horas, enquanto o estabelecido em lei é de 12 x 36 horas, a ser realizado por, ao menos quatro empregados.

A Polícia apreendeu os equipamentos utilizados pelos seguranças nos locais onde exerciam a atividade irregular. Todas as empresas foram notificadas a apresentar defesa no prazo de 10 dias e não mais poderiam atuar até que regularizem a situação perante a Policia Federal.

Mais conteúdo sobre:
PFsegurançaMato Grosso

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.