PF indicia Abadía e mais 12

A Polícia Federal concluiu ontem o inquérito sobre a atuação do traficante colombiano Juan Carlos Abadía no Brasil. O delegado Ricardo Saad indiciou 13 pessoas por lavagem de dinheiro e formação de quadrilha - a pena é de 5 a 19 anos de prisão. Isso porque Saad não apurou indícios de tráfico de drogas no Brasil por parte da quadrilha de Abadía. No inquérito, Saad afirma que o esquema era sustentado por três comparsas: o piloto André Barcellos, o colombiano Victor Verano, e o empresário Daniel Marostica. O Ministério Público Federal tem até o dia 14 para oferecer a denúncia contra os acusados. O processo correrá mesmo se Abadía for extraditado para os Estados Unidos.

RODRIGO PEREIRA, O Estadao de S.Paulo

07 Setembro 2006 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.