PF investiga fraudes em licitações públicas em 3 Estados

Operação Trucatto apura fraude na modalidade pregão eletrônico, envolvendo um grupo de empresas

Solange Spigliatti, do estadão.com.br,

17 Novembro 2011 | 10h50

SÃO PAULO - Quatro pessoas foram presas nesta quinta-feira, 17, durante a Operação Trucatto, da Polícia Federal, deflagrada com o objetivo de apurar fraude em licitações públicas, principalmente na modalidade pregão eletrônico. 

 
Quatro mandados de prisão temporária e dez mandados de busca e apreensão foram cumpridos nas cidades de Juiz de Fora, em Minas, Rio de Janeiro e São Paulo, contra fraude em licitações públicas. Mais informações serão divulgadas pela Polícia Federal durante coletiva de imprensa, às 15 horas.
 
Segundo a PF, um grupo de empresas, que participavam, simultaneamente, desses pregões nos diversos Estados, se valiam de vários artifícios com o objetivo de fraudar o princípio da concorrência das licitações públicas.

Mais conteúdo sobre:
operação trucatto fraude polícia federal

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.