PF investiga suposta compra de votos na BA

A Polícia Federal de Ilhéus, no litoral sul baiano, deflagrou, na manhã de ontem, uma operação para investigar dois esquemas de compra de votos em três municípios do Estado que teriam beneficiado três candidatos a deputado federal: Jutahy Magalhães Júnior (PSDB), reeleito, Benito Gama (PTB) e André Luiz Araújo Feitosa (PSL), que não conseguiram vaga na Câmara.

Tiago Décimo, O Estado de S.Paulo

10 de dezembro de 2010 | 00h00

Além deles, dois candidatos a deputado estadual também estariam entre os beneficiados: Cláudia Oliveira (PT do B), que foi eleita, e Heraldo Rocha (DEM), que não conseguiu se reeleger.

Batizada de Paga, a operação cumpriu 13 mandados de condução coercitiva, que leva os investigados a depor mesmo contra a vontade, e 12 de busca e apreensão na capital Salvador e nos municípios de Itabuna e Buerarema, no sul da Bahia.

De acordo com a Polícia Federal, as investigações tiveram início antes do primeiro turno da eleição e foram motivadas por uma denúncia contra o ex-prefeito de Buerarema, Orlando Filho (PSDB), que seria o comandante de um dos esquemas.

Segundo o delegado da PF em Ilhéus, Fábio Marques, um dos objetivos da Operação Paga é determinar se os candidatos tiveram participação direta no esquema. "Caso haja provas de envolvimento, eles serão acusados no inquérito que será enviado ao Ministério Público", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.