PF já colhe DNA para identificação de vítimas do voo 447

Equipe responsável se reuniu para definir como serão feitos os trabalhos, conforme o resgate de corpos

Angela Lacerda, O Estado de S.Paulo

03 de junho de 2009 | 15h51

Quatro peritos em identificação humana da Polícia Federal de Brasília se reuniram nesta quarta-feira, 3, no Recife, com integrantes da Polícia Civil de Pernambuco visando a definir a forma de atuação na identificação de possíveis vítimas que possam vir a ser resgatadas, em operação do Ministério da Defesa. Segundo a assessoria de comunicação da PF em Brasília, já começaram a ser coletados materiais genéticos de parentes das vítimas, no Rio.

 

Veja também:

lista Todas as notícias sobre o Voo 447

lista Lista de brasileiros que estavam no voo

lista Lista de todos os passageiros que estavam no voo

blog Blog: histórias de quem quase embarcou

especial Conheça o Airbus A330 desaparecido no trajeto Rio-Paris  

blog Acompanhe a cobertura pelo blog Tempo Real

som Podcast: Especialista não tem dúvidas de que avião da Air France caiu no mar

especial Cronologia dos piores acidentes aéreos dos últimos dez anos

mais imagens Veja Galeria de fotos

mais imagens Galeria: famílias de vítimas

mais imagens Galeria: buscas

especial Anac monta sala no Galeão para familiares; veja telefones de contato

video Entenda a operação que localizou destroços

video TV Estadão: Especialista fala sobre o acidente

 

Uma nova reunião deve ocorrer ainda nesta quarta, mas, a princípio, a equipe da Polícia Civil - que inclui um legista, um perito criminal, e um papiloscopista - deverá ficar encarregada de fazer a triagem de material coletado, indicando se a identificação poderá ser feita através de impressão digital, arcada dentária ou DNA. No caso de DNA, atuam os peritos da Polícia Federal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.