Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

PF manda inquérito de portugueses para a Justiça

A Polícia Federal (PF) encaminhou para a 4ª Vara da Justiça Federal o inquérito que investigou o assassinato dos seis empresários portugueses. Eles foram enterrados vivos, no dia 12 de agosto, na cozinha da boate Vela Latina, na Praia do Futuro, em Fortaleza. Os corpos foram encontrados pela polícia no dia 24.O superintendente da PF, Wilson Nascimento, disse que foi solicitada a prisão preventiva para todos os participantes do crime. "Eles foram indiciados por latrocínio (assalto seguido de morte), roubo, ocultação de cadáver e formação de quadrilha", disse Nascimento. De acordo com ele, "as provas periciais estão em perfeita sintonia com os depoimentos". O inquérito tem 400 páginas, e foi concluído em 26 dias. Estão presos na PF do Ceará o português Luiz Miguel Militão Guerreiro, apontado como mentor intelectual do crime; seu cunhado, Manoel Lourenço; e os seguranças Leonardo de Sousa Santos, Jurandir Pereira e Raimundo Martins. Os empresários mortos são: Antônio Correia Rodrigues, Vitor Manuel Martins, Manuel Joaquim Barros, Joaquim Fernandes Martins, Joaquim Manuel Pestana da Costa e Joaquim da Silva Mendes.

Agencia Estado,

20 de setembro de 2001 | 20h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.