PF mobiliza 500 policiais em operação contra prostituição

Em operação de combate àprostituição infantil, a Polícia Federal fez blitz em todos osEstados. Os resultados só serão divulgados a partir desegunda-feira, mas foram registrados diversos casos deexploração de menores, até mesmo no Plano Piloto de Brasília. A senadora Patrícia Saboya (PPS-CE) e a deputada Mariado Rosário (PT-RS) acompanharam algumas das blitze em Brasília,na condição de presidente e relatora da Comissão Parlamentar deInquérito (CPI) que investiga as redes de exploração sexualcontra crianças e adolescentes. A PF mobilizou mais de 500policiais em todo o País, com maior concentração de agentes noNorte e Nordeste, onde a exploração de menores é maior.Segundo estudo feito pela Secretaria Especial dosDireitos Humanos, pelo menos 50% dos casos de prostituição decrianças e adolescentes se prolonga por muito tempo. A maiorparte das vítimas (em torno de 69% das denúncias investigadas)são crianças de até 11 anos. Isso, conforme a pesquisa feita emBelém, Recife, Vitória, Goiânia e Porto Alegre. Há dois meses, o presidente Luiz Inácio Lula da Silvafirmou parcerias com a Confederação Nacional do Transporte (CNT)e inseriu os caminhoneiros nas campanhas do governo, para ajudara diminuir a exploração de crianças e adolescentes nas estradasdo País.A ação da PF faz parte do Programa de Ações Integradas eReferenciais de Enfrentamento à Violência Infanti-Juvenil noTerritório Brasileiro (PAIR).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.