PF mobiliza agentes para prender Gratz

A Polícia Federal mobilizou nesta quinta-feira, diversos agentes nos Estados do Espírito Santo, São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal, para tentar prender o ex-presidente da Assembléia Legislativa do Espírito Santo José Carlos Gratz, que teve sua prisão preventiva decretada. Pela manhã, a PF recebeu informações de que o ex-parlamentar havia viajado para Brasília, de onde pretendia seguir para São Paulo. No entanto, no meio da tarde Gratz cancelou sua reserva no vôo, provavelmente permanecendo na capital federal. Policiais estavam fazendo levantamentos em hotéis, mas a probabilidade maior era a de que ele estaria na casa ou escritório de algum advogado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.