PF pende líder de rede internacional de tráfico de drogas

A Polícia Federal informou nesta quarta-feira, 31, que Pedro Costa, considerado pela polícia o líder na região de Campinas (SP) de uma rede internacional de tráfico de drogas, é investigado por envolvimento na vinda de entorpecentes da Colômbia para o Brasil. Costa foi preso na terça, 30, com outras 19 pessoas na Operação Kolibra, montada pela PF para desmontar uma grande quadrilha. Além dele foram presos outros dois possíveis chefes da organização: Joseph Nour Eddine Nasrallah, em Valinhos (SP), e Paulo Salinet Dias, de Dourados (MS).Segundo informou a superintendência da PF em São Paulo, Costa também teria participado do transporte de 2,5 toneladas de cocaína nas Ilhas Canárias, em julho de 2005, quando outras sete pessoas foram presas.A PF apreendeu 15 veículos (nove deles de luxo), dois aviões, R$ 75 mil, US$ 15 mil e 90 peças consideradas jóias e semijóias. A Operação Kolibra começou as investigações há dois anos, depois de indicativos da existência de libanesas que operavam no Brasil um esquema de tráfico de drogas.Os entorpecentes vinham, segundo a PF, da Colômbia, Peru e Bolívia e eram vendidos para Oriente Médio, países da Europa e dos Estados Unidos. A Kolibra tem mandados de prisão em São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Bahia e Rio de Janeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.