PF prende 14 em operação para desmontar quadrilha de assaltos no MT

Ação ocorre em 4 cidades do Estado e em Tatuí-SP; grupo atuaria em roubo de bancos, caminhões e cargas

Priscila Trindade, Central de Notícias

06 Abril 2011 | 11h18

SÃO PAULO - A Polícia Federal já cumpriu 14 dos 15 mandados de prisão expedidos para a Operação Balista, desencadeada nesta quarta-feira, 6, e que visa desmanchar uma organização criminosa envolvida em assaltos a bancos, roubos a caixas eletrônicos, caminhões e cargas, em Mato Grosso.

 

Também foram expedidos quatro mandados de condução coercitiva e 18 mandados de busca e apreensão, para cumprimento nos municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Porto Espiridião, Tangará da Serra, em Mato Grosso, e na cidade de Tatuí, em São Paulo. Até a 10h30, os agentes haviam apreendido três carros, duas motos, US$ 15 mil, R$ 12 mil, duas armas, aproximadamente 3,5 quilos de entorpecentes (maconha, cocaína, maconha e crack) e munições para armas de diversos calibres.

 

O inquérito policial foi instaurado em outubro do ano passado, a partir da reunião de informações que a organização criminosa seria formada por membros de uma família de Várzea Grande. O grupo teria relação com pelo menos 14 crimes praticados no Estado.

 

Os suspeitos vão responder por formação de quadrilha ou bando, roubo qualificado, furto qualificado, receptação, porte e fornecimento ilegal de arma de fogo, tráfico e associação para o tráfico de drogas, dentre outros crimes. Outros sete investigados que já se encontravam presos deverão ser ouvidos pelos delegados da PF.

 

Atualizado às 11h39

Mais conteúdo sobre:
MTquadrilhaassaltosPFoperação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.