PF prende 18 em três estados por suposta ligação com o PCC

Cerca de 1 tonelada de cocaína era distribuída mensalmente pelo grupo nos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina

Solange Spigliatti, estadão.com.br

23 de setembro de 2010 | 11h50

SÃO PAULO - A Polícia Federal prendeu 18 pessoas em três estados, durante Operação Espelho, cujo objetivo era desarticular uma rede de tráfico que tem ligações com a organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

 

Foram 14 prisões no Rio Grande do Sul, três em Santa Catarina e uma em Mato Grosso do Sul. Também foram apreendidos 3,5 quilos de cocaína, 25 veículos, entre automóveis e motos, seis armas, sendo um fuzil, e 46,8 mil reais. A PF estima que cerca de 1 tonelada de cocaína era distribuída mensalmente pelo grupo no estado do Rio Grande do Sul e em Santa Catarina.

 

A investigação da Delegacia da Polícia Federal em Caxias do Sul iniciou em dezembro de 2009 com a apreensão de 262 kg de cocaína e produtos químicos usados para adulteração enterrados em um sítio em Torres, no litoral gaúcho. A partir daí, foram apreendidos 310 quilos de cocaína na fase de investigação. Participaram da Operação Espelho 200 policiais federais dos três estados.

 

Notícia atualizada às 17h24.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.