PF prende 21 por venda de carteira no Pará

Uma quadrilha formada por funcionários do Detran e donos de auto-escolas que facilitavam a expedição de carteira de motorista em troca de propina foi desarticulada ontem pela Polícia Federal em Altamira, no Pará. Vinte e uma pessoas foram presas, entre elas, o diretor do órgão na cidade, Francisco Rogério Silva.Os presos na Operação Sinal Vermelho prestaram depoimento e foram transferidos para um presídio do município. Os agentes federais também cumpriram 26 mandados de busca e apreensão em residências dos envolvidos e na sede do Detran. Foram apreendidos documentos, provas em branco e dinheiro.Os presos foram indiciados por corrupção ativa e passiva, concussão, tráfico de influência e formação de quadrilha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.