PF prende 4 pessoas e encontra laboratório de crack no RN

Operação Paulicéia teve como objetivo prender traficantes atuavam na região metropolitana da capital potiguar

Solange Spigliatti, estadao.com.br

24 de julho de 2008 | 14h19

Quatro pessoas foram presas na noite desta quarta-feira, 23, em Macaíbe, no Rio Grande do Norte, durante a Operação Paulicéia, da Polícia Federal. A operação teve como objetivo prender traficantes de drogas que estavam atuando na região metropolitana da capital potiguar. As investigações da Operação Paulicéia tiveram início no mês de janeiro deste ano com a informação recebida pela PF de que traficantes de São Paulo estariam remetendo substâncias entorpecentes para serem distribuídas no Rio Grande do Norte. Os policiais chegaram por volta das 17h30 de quarta-feira, 23, em uma chácara localizada nas proximidades da BR-101 e lá encontraram um laboratório artesanal utilizado para a transformação de pasta-base em pedra de crack.  Foram presos em flagrante, Bruno Borges da Silva, de 24 anos, Francisco Canindé Jerônimo, de 27 anos, Antonio Ribeiro da Silva, de 23 anos, e Marcio de Souza Vitor, de 23 anos.  Foram apreendidos um revolver tauros 38 e outras duas armas com numeração raspada: uma pistola 9 mm e uma escopeta calibre 12, além de 26,4 kg de crack, sacos plásticos, balança de precisão, marmitas de alumínio, panelas, batedeira elétrica e diversos outros petrechos utilizados na fabricação e embalagem da droga. A PF apreendeu também uma picape frontier, duas motos e cerca de R$ 11.500,00 em espécie.

Tudo o que sabemos sobre:
Nordestedrogas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.