Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

PF prende 52 suspeitos de crimes contra o INSS no Pará

Justiça expediu 70 mandados de busca e apreensão e 58 de detenção; União teve prejuízo de R$ 22 milhões

Priscila Trindade, da Central de Notícias,

30 de outubro de 2009 | 17h50

Balanço da Polícia Federal do Pará mostra que 52 pessoas foram detidas nesta sexta-feira, 30, durante a Operação Flagelo II, suspeitas de praticar crimes contra o sistema previdenciário no Estado. Além das prisões, 12 veículos foram apreendidos, sendo nove carros e três motos.

 

A ação foi deflagrada nesta manhã e conta com a colaboração do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e do Ministério Público Federal. A Justiça Federal do Pará expediu 70 mandados de busca e apreensão e 58 de prisão. Entre os mandados expedidos, oito são contra servidores da Previdência Social, um contra um ex-servidor do INSS e um contra uma funcionária do Banco do Brasil. Seis pessoas estão foragidas.

 

As investigações da PF apontam que, além de 800 benefícios previdenciários fraudulentos, o grupo utilizaria os documentos falsos para realização de empréstimos consignados, tomada de empréstimos em bancos, constituição irregular de empresas e restituição indevida do Imposto de Renda. De acordo com a PF, o prejuízo causado aos cofres da União gira em torno de R$ 22 milhões.

 

Texto atualizado às 20h25.

Tudo o que sabemos sobre:
ParáINSS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.