PF prende acusado de aliciar haitianos para entrar no Brasil

Após prometer trabalho e moradia, acusado cobrava até US$ 2 mil para levá-los do Peru até o Brasil

Marcela Gonsalves, estadão.com.br

06 Julho 2011 | 16h05

SÃO PAULO - A Polícia Federal prendeu nesta terça-feira, 5, em Tabatinga (AM), o haitiano R. J., de 28 anos, acusado de introduzir estrangeiros clandestinamente e de forma irregular no país.

 

A investigação começou após denúncia dos próprios haitianos. Segundo os estrangeiros, o acusado cobrava até dois mil dólares para levá-los do Peru até o Brasil. O suspeito, que fala espanhol, prometia trabalho, facilidade para obter moradia em Tabatinga e transporte até Manaus, capital do estado. Pela alta quantia que cobrava, alguns haitianos se revoltaram e foram à Delegacia da PF delatar a situação.

 

Após as declarações dos haitianos, foi aberto um Inquérito Policial para apurar os fatos e a Justiça Federal decretou o mandado de prisão. R.J. foi encaminhado para a Unidade Prisional de Tabatinga, onde espera seu julgamento. A pena para esse tipo de crime é de 1 a 3 anos de reclusão e expulsão do estrangeiro.

 

Segundo a PF, em 2010, após o terremoto de janeiro no Haiti, cerca de 500 moradores da ilha entraram no município amazonense. Neste ano, mais de 850 haitianos adentraram no país e cerca de 400 estão esperando em Tabatinga para serem atendidos pela Polícia Federal. Os imigrantes vem do Haiti, passando pela República Dominicana e pelo Equador. Depois chegam ao Peru na cidade de Santa Rosa, que faz fronteira pelo Rio Solimões com Tabatinga. Posteriormente, a maioria dos haitianos vai para Manaus em busca de emprego para ajudar suas famílias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.