PF prende comandante que prostituiu menor em navio

Agentes da Polícia Federal no Pará prenderam hoje em flagrante, em Belém, o grego Mauromatis Satírios, de 52 anos, comandante de um navio de bandeira da ilha de Chipre, ancorado na cidade há três dias. Ele foi apanhado com nove mulheres a bordo, sendo que uma delas é menor e foi contratada para fazer sexo com os tripulantes da embarcação.O superintendente regional da PF, Geraldo Araújo, não tem dúvidas de que o comandante estava praticando prostituição de menores. Por isso ele foi autuado pelo crime que é inafiançável. Satírios, que está sozinho numa cela da PF, disse não saber da gravidade do crime que estava praticando.Araújo desmentiu o grego, afirmando que todo navio estrangeiro que aporta no Brasil tem afixado cartaz com a advertência de que a prostituição de menores é crime punido com prisão de até quatro anos. "O cartaz é escrito em inglês e português e todos os estrangeiros sabem disso.? No começo da noite, um advogado contratado pelo comandante esteve na sede da PF, informando que iria impetrar um habeas-corpus na manhã desta quarta-feira para que Satírios responda ao processo em liberdade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.