PF prende diretor de faculdade por desvios de recursos em Curitiba

Operação desarticulou esquema que desviou mais de R$ 300 milhões nos últimos cinco anos

Priscila Trindade, do estadão.com.br

11 de maio de 2010 | 15h25

SÃO PAULO - São Paulo - O diretor da faculdade Inesul e coordenador do Centro Integrado de Apoio Profissional (CIAP), Dinocarme Aparecido Lima, está entre os 11 presos na Operação Parceria, que objetiva desarticular um esquema de desvios de recursos públicos.

 

Veja também:

linkOperação mobiliza 250 pessoas para combater desvio de recursos

 

Lima foi preso na manhã desta terça-feira, 11, em Curitiba, no Paraná. Ele é apontado como um dos líderes do esquema que desviou mais de R$ 300 milhões apenas por coordenadores do CIAP nos últimos cinco anos, segundo estimativa da PF.

 

O esquema desviava recursos em contratos de parceria firmados entre a Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) e entes públicos. O esquema enraizado no Paraná, tinha ramificações nos Estados de São Paulo, Goiás, Maranhão e Pará.

 

Também participam da operação a Controladoria-Geral da União (CGU), a Receita Federal e o Ministério Público Federal (MPF). De acordo com a PF, foram expedidos 40 mandados de busca e apreensão e 14 mandados de prisão temporária.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.