PF prende falso delegado no Rio

A Polícia Federal prendeu, nesta quarta-feira, 26, Newton Alves dos Santos, de 38 anos, suspeito de enganar inúmeros empresários ao se fazer passar por delegado da Polícia Federal. O estelionatário, que foi preso em um escritório de contabilidade no centro do Rio de Janeiro, dizia representar uma revista ligada a uma associação de policiais federais, angariando fundos para uma suposta campanha contra o tráfico de drogas.O falso delegado garantia aos empresários que ao investirem no "projeto" contra o tráfico eles seriam beneficiados com anúncios na revista classista.As contribuições solicitadas por ele variavam de R$ 300,00 a R$ 1.500,00. Santos foi preso porque o dono do escritório de contabilidade desconfiou do golpe e fez denúncia à PF. Com ele foram apreendidos documentos e cheques de vítimas do golpe. A PF já identificou algumas empresas lesadas e espera receber novas denúncias a partir da divulgação da prisão do estelionatário. O preso deve responder pelo crime de estelionato, artigo 171 do Código Penal, que prevê pena de reclusão de até cinco anos, além de multa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.