PF prende funcionário que filmava mulher com saia na escada de aeroporto

Denúncia foi feita por colegas que se sentiam incomodadas com o comportamento do homem.

Carlos Mendes, Especial para o Estado

31 de março de 2014 | 19h53

BELÉM - A Polícia Federal prendeu em flagrante, nesta segunda-feira, 31, o chefe do setor de Tecnologia da Informação do órgão, lotado no Aeroporto Internacional de Belém, Gilberto Araújo da Silva, por se posicionar embaixo de uma escada rolante e filmar as mulheres que estavam de saia.

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) vai abrir processo administrativo contra o funcionário.

Na hora em que foi preso, Silva segurava um tablet utilizado nas filmagens. O material gravado será analisado pela polícia e poderá servir de prova contra ele.

A denúncia chegou ao conhecimento da administração da Infraero por intermédio de funcionárias que se sentiam incomodadas pelo comportamento frequente de Silva. Uma delas, que pediu para não ser identificada, contou que o acusado agia há muito tempo, sempre do mesmo modo.

Depois das gravações, ele voltava para sua sala de trabalho, relatou outra servidora do aeroporto.

A Infraero anunciou que ele foi afastado do serviço e será ouvido pela corregedoria durante a sindicância aberta para apurar sua conduta. De acordo com a polícia, o crime é de importunação ostensiva ao pudor e, como o Código Penal considera a conduta de menor potencial ofensivo, ele foi liberado após prestar depoimento.

Tudo o que sabemos sobre:
Infraero

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.