PF prende mulher considerada a maior cafetina do País

A Polícia Federal (PF) cumpriu nesta quinta-feira, 14, sete mandados de prisão e 17 de busca e apreensão na operação intitulada Afrodite, cujo objetivo era desarticular uma quadrilha de tráfico internacional de mulheres. Entre os detidos está Jiselda Aparecida de Oliveira, conhecida como Gigi, considerada a maior cafetina do País, segundo a PF.Gigi foi presa na Rua Amaral Gurgel, região central de São Paulo, e seria proprietária de uma agência de modelos que na verdade oferecia garotas de programa. Também foram presos Rogério Aparecido Rodrigues, Walisbalde José dos Santos, Raimundo Marcos Pereira, Glauber Gonçalves Santos, Elisângela Olímpio dos Santos e Claudinei Luz.Eles devem responder por formação de quadrilha, tráfico de mulheres, rufianismo (tirar proveito da prostituição), e intermediação do transporte de pessoa para exercer prostituição. As penas vão de um a oito anos de prisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.