PF prende políticos, servidores públicos e empresários em Anápolis (GO)

Presidente da Câmara da cidade e vereador que havia sido preso no caso Cachoeira estão entre os detidos

Rubens Santos,

07 Agosto 2012 | 11h56

Goiânia - A Polícia Federal prendeu, na manhã desta terça-feira, 7, em Anápolis (GO),  12 pessoas suspeitas de envolvimento no desvio de recursos públicos e recebimento de propina.

Entre os presos, estão o secretário municipal de meio ambiente de Anápolis, o presidente da Câmara de Vereadores da cidade, Amilton Batista (PTB), e o vereador Wesley Silva (PMDB). 

Wesley havia sido preso, no mês de fevereiro, durante a Operação Monte Carlo, por suposto envolvimento com a máfia dos caça-níqueis, liderada pelo bicheiro Carlinhos Cachoeira.

A operação, batizada de La Plata,  apreendeu também documentos, malotes e computadores.

A cidade se localiza a 64 quilômetros de Goiânia (GO).

Mais conteúdo sobre:
PF Goiás

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.