PF prende quadrilha que sonegava com combustíveis

A Polícia Federal desbaratou hoje uma quadrilha que sonegava impostos na venda de combustíveis. O grupo era chefiado pelo empresário Antônio Carlos Chebabe, da cidade de Campos, na região Norte Fluminense, e tinha entre seus integrantes um fiscal da Agência Nacional do Petróleo (ANP), além de integrantes das polícias Civil e Rodoviária Federal. Quinze pessoas foram presas, em uma ação coordenada da PF no Rio, em Minas, Espírito Santo, Bahia e Brasília.A quadrilha movimentava entre 25 e 30 milhões de litros de gasolina e diesel por mês e ganhava dinheiro com a sonegação de impostos em operações interestaduais de compra e venda de combustíveis. Segundo a PF, uma devassa no banco Safra indicou que Chebabe fez diversas remessas de recursos para o Uruguai e paraísos fiscais como as Ilhas Virgens, no Reino Unido, e as Ilhas Caymann. A polícia não quis estimar quanto foi o volume sonegado ou remetido ao exterior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.