PF prende sete envolvidos com tráfico de mulheres em Goiânia

Sete pessoas suspeitas de participar de tráfico internacional de mulheres foram presas nesta sexta-feira em Goiânia pela Polícia Federal. As prisões fazem parte da Operação Castelo, que visa reprimir o tráfico internacional de seres humanos. Também foram cumpridos 16 mandados de busca e apreensão em estabelecimentos comerciais e residências.A PF recebeu denúncias sobre o embarque de mulheres aliciadas para prostituição na Espanha. Iniciou investigações e descobriu o envolvimento da Banca de Revista Areião, localizada em frente à Superintendência da PF em Goiânia, e da Agência de Turismo Vantur, responsável pela venda de passagens às mulheres vítimas do aliciamento. A agência de turismo é de propriedade da mulher de um agente federal, lotado no setor de passaportes, também preso durante a operação.Quatro mulheres brasileiras que estavam em cárcere privado na cidade de Valência, na Espanha, juntamente com outras 20 mulheres romenas, foram libertadas em decorrência de acordo de colaboração firmado com o governo espanhol.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.