PF procura bando que desviou R$ 20 mi em caixas eletrônicos

Segundo a polícia, integram a quadrilha engenheiros que desenvolvem sistemas para roubar dados de cartões

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

13 Setembro 2007 | 11h21

A Polícia Federal deu início nesta quinta-feira, 13, à Operação Barão, contra uma quadrilha especializada em furtar clientes de bancos. Cerca de 250 policiais vão cumprir 25 mandados de prisão e 20 de busca e apreensão em sete Estados.   A investigação, iniciada em 2004, tem como foco a quadrilha que usava dispositivos eletrônicos, popularmente conhecidos como "chupa cabras", para desviar o dinheiro dos correntistas. Pelo menos R$ 20 milhões foram desviados de correntistas de todo o País.   A quadrilha convencia funcionários de empresas terceirizadas encarregados da manutenção de terminais de auto-atendimento de vários bancos a participar dos crimes. Por ter acesso facilitado aos caixas eletrônicos, instalavam os dispositivos que permitiam a coleta de dados de contas e cartões eletrônicos.   Segundo a PF, o bando estava organizado em cinco níveis. Desde os três idealizadores do golpe, os responsáveis pelos saques, passando por engenheiros que cuidavam da confecção dos dispositivos e até os técnicos cooptados.

Mais conteúdo sobre:
golpes em caixa eletrônico

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.