PF quer prorrogar a prisão de traficantes de mulheres

O delegado Luciano Dornelas, da Policia Federal, vai pedir nesta sexta-feira,8, a prorrogação da prisão, por tempo indeterminado, do espanhol Aquilino Gonzalez Iglesias, de 51 anos de idade e residente na Espanha, que foi preso nesta quarta-feira,7, em São Paulo, sob acusação de tráfico internacional de mulheres. Iglesias foi detido durante as operações "Madri" e "Castela", desencadeada na quarta-feira pela Polícia Federal, em conjunto com a Polícia Espanhola, que resultaram na prisão de 16 aliciadores de mulheres e 19 prostitutas.Iglesias foi transferido nesta quinta-feira para Goiânia (GO), onde ocupa uma cela individual, e já foi interrogado pela polícia. "Ele deve permanecer preso. Toda a documentação que estava com ele foi apreendida e será analisada. Depois ele será acareado com a demais pessoas que foram presas", disse o delegado. O espanhol Aquilino Gonçalez Iglesias, é proprietário dos clubes Las Ninfas, em Ourence, e da M2, em Leon, onde desembarcavam as moças brasileiras. Antes de embarcar, elas assinavam notas promissórias, com valores equivalentes a quatro mil euros, para custear as despesas.Entre os presos na PF em Goiás estão oito mulheres. Uma delas, Magna Pires da Costa, que atende pelo apelido de ´Karen´, está sendo apontada pela polícia como responsável pelo aliciamento para a quadrilha que traficou cerca de 50 mulheres para prostituição na Espanha. Ela guardava as promissórias que foram apreendidas.O delegado Dornelas informou que as investigações visam esclarecer a maneira como a quadrilha administrava a papelada contábil da organização criminosa. Na casa de ´Karen´ foram localizados, entre outros documentos, recibos de valores enviados por ela para o Exterior e também recibos remetidos por Aquilino Iglesias para ela. Os advogados Edson Bernardo e Ulisses Montalvão, que se apresentaram nesta quinta-feira como defensores do espanhol e da ´Karen´, afirmaram que a sua cliente não chefiava nem que a quadrilha existia: "Ela é uma empresária, trabalha no ramo de confecções e sua única culpa é ser ex-cunhada do Aquilino", disse Bernardo, que acredita na deportação do espanhol nos próximos dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.