PF vai auxiliar nas investigações sobre mortes de sem-tetos

A Polícia Federal vai participar das investigações sobre o assassinato em série de moradores de rua em São Paulo. Sua atuação, no entanto, será meramente auxiliar à Secretaria de Segurança do Estado, à qual compete realizar o inquérito. A determinação foi dada ontem à Superintendência da PF no Estado pelo diretor-geral da instituição, Paulo Lacerda, após análise do pedido de ajuda entregue pelas autoridades paulistas ao ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, na segunda-feira. Lacerda informou que o ministro poderia ter requisitado a abertura de um inquérito especial pela PF, mas preferiu respeitar o princípio federativo, pois uma investigação paralela desacreditaria a instituição policial do Estado. "Ele (Thomaz Bastos) tem consciência de que antes de uma intervenção é preciso respeitar todas as etapas da esfera de competência local", observou. A ajuda federal, desse modo, se limitará à área de inteligência da PF e a atender pedidos específicos dos policiais paulistas, do Ministério Público e da Justiça. "Estaremos disponíveis para ajudar no que for solicitado", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.