Pimenta recomenda cassação de rádio em João Pessoa

O ministro das Comunicações, Pimenta da Veiga, anunciou há pouco que recomendou ao Congresso a cassação da concessão da rádio FM Tambaú, em João Pessoa, na Paraíba. A rádio, segundo o ministro, está incitando os ouvintes à violência. "Fizemos isso de forma exemplar, por duas razões: por desvio de uso e por não atendimento aos princípios constitucionais que garantam a liberdade de imprensa", disse o ministro. Pimenta apresentou trechos gravados de programas veiculados na rádio, nos quais o s locutores Anacleto Reinaldo e Padre Júlio Paiva dizem palavrões repetidas vezes. "Quem comete esse tipo de atitude não merece estar na radiodifusão". Nos trechos apresentados os locutores também atacam a administração do prefeito Cícero Lucena, do PSDB. Segundo o ministro, já foram aplicadas sanções e advertências à direção da rádio e a emissora já foi tirada do ar por duas vezes. Além disso, segundo o ministro, a direção da rádio responde por mais de 100 ações judiciais, a maioria por injúria e difamação. "Se fosse um deslize de um locutor, mas é uma orientação da direção e isso vem se prolongando ao longo de um tempo muito grande", comentou o ministro. Para que a concessão seja cassada é necessária a aprovação pelo Congresso Nacional. Pimenta disse que o ministério também estuda a possibilidade de determinar nova suspensão da concessão até que o Congresso vote sobre a recomendação. Esta é a primeira recomendação de cassação de concessão determinada por Pimenta, desde que ele assumiu o ministério, em 1999.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.