Pimentel vai integrar o primeiro escalão

Presidente eleita manda ex-prefeito de Belo Horizonte preparar mudança para Brasília; ele pode ser titular da Previdência ou do Comércio Exterior

Eugênia Lopes / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

28 Novembro 2010 | 00h00

"Prepare-se para mudar para Brasília." Foi assim que a presidente eleita, Dilma Rousseff, convidou o ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel para integrar sua equipe ministerial.

"Eu tive um convite genérico", confirmou ontem Pimentel ao Estado. O petista é amigo de longa data da presidente eleita e ambos atuaram juntos na luta contra o regime militar.

A pasta a ser ocupada por Pimentel ainda não foi definida - vai depender das negociações com os partidos aliados. Uma das hipóteses é que ele ocupe o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Ele também está cotado para a Previdência. "Esse tipo de especulação sempre surge porque sou economista e tenho boa relação com os ministros Guido Mantega (Fazenda) e Miriam Belchior (Planejamento)", disse Pimentel.

Dossiê. Nas últimas eleições, Pimentel disputou uma vaga para o Senado pelo PT de Minas Gerais, mas não conseguiu se eleger. Ele foi um dos coordenadores da campanha presidencial de Dilma Rousseff, mas perdeu força depois de ter seu nome envolvido em uma suposta montagem de um time de arapongas para a produção de dossiê contra o candidato derrotado à Presidência, o tucano José Serra. Ligado a Pimentel, o jornalista Luiz Lanzetta foi acusado de articular o esquema. O ex-prefeito nega ter qualquer relação com o fato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.