Pingüim, encontrado em praia do Rio, é batizado de "Zidane"

Um pingüim apareceu nas areias da Praia de Itaipu, em Niterói, antes do jogo Brasil e França e recebeu o nome de "Zidane". O nome foi dado pelo comandante do Grupamento Marítimo do Corpo de Bombeiros no Rio, Coronel Marcos Silva, que torcia para que o craque francês se perdesse no jogo assim como a ave aquática se perdeu. "O Zidane e os outros pingüins que chegam aqui vêm do Estreito de Magalhães. Eles nadam uns três meses, mas aqui não tem criadouro, não tem alimentação para eles", disse o coronel. O pingüim foi levado para o Zoológico de Niterói, onde será tratado. De lá, voltará para sua terra por via aérea e marítima, em escalas. Primeiro, seguirá em avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para o Museu Oceanográfico em Pelotas, no Rio Grande do Sul, de onde será embarcado de navio para a Argentina. Nos últimos 30 dias, 36 pingüins foram resgatados no Rio, segundo o coronel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.