Piracicaba: surto de dengue e de hepatite A

A vigilância epidemiológica de Piracicaba já admite a existência de um surto de dengue na cidade, com a confirmação de seis casos, sendo três importados e três autóctones. O número de pessoas infectadas pela dengue na região de Campinas subiu para 173, sendo 32 deles diagnosticados em apenas um dia. A maioria das notificações ocorreu em Campinas e Sumaré, onde as autoridades da saúde admitem que há uma epidemia. O número, porém, deve ser bem maior do que os divulgados até o momento. Durante os arrastões do fim de semana, na cidade de Campinas, foram coletadas amostras de sangue de 26 pessoas suspeitas de terem contraído a doença. O material está sendo analisado no Instituto Adolfo Lutz. Piracicaba sofre também com um surto de hepatite A, que atinge principalmente o bairro Bosque dos Lenheiros, onde o número de casos da doença subiu de 33 para 56, só na última semana. Os agentes de saúde estão encontrando dificuldade para conter a propagação do vírus, já que a infraestrutura do bairro é bastante precária.Em Ribeirão Preto foi confirmado ontem o terceiro caso de dengue hemorrágica: uma funcionária pública, de 19 anos, de Bebedouro, que ficou internada entre quarta e domingo no Hospital Samaritano e já está em casa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.