Piscinão cancelado está entre as prioridades, diz Kassab

Contrato para fazer reservatório na zona leste foi anulado em setembro

Marcela Spinosa e Vitor Sorano, JORNAL DA TARDE, O Estadao de S.Paulo

20 de março de 2009 | 00h00

O prefeito Gilberto Kassab (DEM) afirmou ontem que está entre suas "prioridades" a construção de um piscinão na região da Vila Prudente, na zona leste- uma das mais atingidas pelas chuvas de terça-feira. Ontem, a reportagem divulgou que o contrato fechado em junho de 2008 para elaboração do projeto de um desses reservatórios na região foi cancelado em setembro. "Temos um cronograma de prioridades, essa é uma delas. Será iniciada o mais rápido possível", disse Kassab, em entrevista coletiva, quando questionado sobre o reservatório na Vila Prudente. O piscinão que teve o contrato cancelado é previsto para o Córrego da Mooca, que deságua no Tamanduateí - um dos rios que transbordaram na terça-feira. A empresa Drenatec Engenharia havia sido contratada em junho por R$ 245 mil para elaborar, em 150 dias, projeto básico da estrutura a ser instalada entre as Avenidas Luiz Inácio de Anhaia Mello e Jacinto Menezes Palhares, na Vila Prudente. A contratada deveria fazer também estudo ambiental sobre o impacto da estrutura.Em setembro, foi publicada no Diário Oficial da Cidade uma declaração de rescisão unilateral do contrato. A Drenatec confirma ter desistido, na expectativa de que uma nova licitação - que incluísse a realização do projeto executivo, mais detalhado - fosse lançada. No dia 20 de dezembro, foi publicada a aplicação de multa à empresa por "inexecução total" dos serviços contratados.Ontem, a Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras (Siurb) informou que nenhum pagamento foi feito à Drenatec. Em nota, disse que em 8 de dezembro a unidade fiscalizadora da Siurb autorizou o cancelamento dos recursos para pagar o serviço. Em seguida, diz a nota, é que ocorreu a rescisão do contrato. O texto diz que foram gastos R$ 2,3 milhões em projetos hidráulicos (construção de piscinões e galerias, entre outros) em 2008. Ontem, a reportagem mostrou que o orçamento de 2008 contabilizava R$ 1,5 milhão até 31 de dezembro.A construção de piscinões na região da Anhaia Mello - que teve três alagamentos na terça-feira - foi o motivo alegado pela São Paulo Transportes (SPTrans), em outubro de 2008, para suspender a licitação do trecho 4 do Expresso Tiradentes - antigo Fura-fila.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.