"Pitboy" que espancou estudante se entrega à Justiça

O lutador de artes marciais Charles Alexandre Moura França, o "Charlão", acusado de ter comandado o espancamento do estudante Clebson Silva de Almeida, em uma casa de show em Maceió, se entregou nesta sexta-feira à Justiça. Acompanhado de seu advogado, Givan Lisboa, o "pitboy" chegou por volta de 6 horas ao presídio Cyridião Durval, onde permanece recolhido. Vestindo bermuda preta e camiseta laranja, Charlão foi entregue pelo advogado ao diretor do Cyridião Durval, Jair Macário. Nas mãos, o "pitboy" trazia o mandado de prisão preventiva decretada pelo juiz da 3ª Vara Criminal, José Braga Neto, responsável pelo processo que julga os cinco envolvidos nas agressões. A vítima ficou em estado de coma, mas se recuperou e já teve alta. Na cela onde está o lutador tem apenas uma cama de alvenaria, um colchão e a privada. Dependendo do comportamento, ele poderá ter acesso a um rádio. O único pedido feito pelo "pitboy" nas primeiras horas após a prisão foi o de não falar com a imprensa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.