Pitbull do traficante Lulu tem novo dono. Um PM

O cão da raça pitbull encontrado pela polícia comLuciano Barbosa da Silva, o Lulu, ontem, quando ele foi morto, agora está sob os cuidados de um policial do Batalhão de Operações Especiais (Bope) que fazia parte da operação na Rocinha. O PM se afeiçoou ao animal e o levou para casa.O cachorro, um macho que aparenta ter dois ou três anos, ganhou dos criminosos o nome de Digimon (em homenagem aofamoso personagem de desenho animado japonês, grande sucesso entre as crianças), que foi trocado na quarta-feira para 21, número da inscrição do policial que o encontrou. Segundo contou um capitão do Bope que pediu para não ser identificado, o bicho não foi maltratado ? pelo contrário, recebeu água, comida e carinho. O novo dono do pitbull, cujo nome ele também preferiu preservar, adora cachorros e mora numa casa com espaço suficiente para criá-lo. Apesar de ter ficado no meio de um tiroteio entre os policiais e os traficantes, 21 está em boas condições de saúde. ?A adoção foi voluntária. Houve um afeto muito grande entre o policial e o cachorro, de imediato. Foi a melhor solução para ele, muito melhor do que mandá-lo para a Suipa (Sociedade União Protetora dos Animais, entidade que recebe bichos abandonados), porque ninguém iria querer adotar um pitbull?, disse o capitão.O capitão lembrou também que o cão não foi devolvido à Rocinha porque é de uma raça violenta. ?Não poderíamos deixá-lo solto porque ele poderia atacar alguém.? O comandante do Bope, coronel Fernando Príncipe, não confirmou que um de seussubordinados ficou com o animal. Ele disse que o pitbull foi, sim, levado de volta à favela. O coronel disse também que foi o cão que chamou atenção para a casa onde Lulu se escondia. A polícia já tinha informações de que, além de armas pesadas, alguns traficantes de drogas também vêm usando cães de raçasagressivas, como os pitbulls, para se proteger e intimidar quem desobedece às suas ordens.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.