Pitta cumpre prisão domiciliar em SP

O ex-prefeito Celso Pitta cumpre prisão domiciliar desde quarta-feira em São Paulo, por falta de pagamento de pensão à ex-mulher, Nicéa Camargo, no valor de R$ 155 mil. A prisão por 30 dias é resultado de recurso da defesa, que alega que o ex-prefeito está com câncer no fígado e precisa de tratamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.