Placas de rodízio ainda geram polêmica

O juiz Valentino de Andrade, da 10ª Vara da Fazenda Pública, determinou ontem que a Associação Nacional de Trânsito (Anatran) apresente em cinco dias um projeto para a Prefeitura instalar placas informativas do rodízio de automóveis. A decisão foi tomada ontem, após o fracasso de acordo entre a entidade e o poder público. Após o prazo, a Prefeitura terá um mês para se pronunciar. "Pelo menos 500 placas têm de ser colocadas urgentemente", diz o diretor jurídico da Anatran, Luiz Flora. O secretário dos Transportes, Alexandre de Moraes, diz que isso é impraticável. A briga judicial teve início em junho do ano passado, quando a Anatran conseguiu liminar obrigando a Prefeitura a instalar placas em todas as vias do centro expandido. Elas teriam de informar que a área é zona de rodízio e apresentar rotas alternativas. A decisão foi derrubada dias depois. Desde então, as negociações estão paralisadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.