Plano de libertação de possíveis membros do PCC é frustrado

A Guarda Civil de Santa Bárbara d´Oeste, interior de São Paulo, desarticulou na noite desta terça-feira, 5, um plano de libertação de duas mulheres supostamente integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) que estão na cadeia feminina de Monte Mor. Três pessoas foram presas com uma bomba caseira que seria utilizada para derrubar a porta principal da cadeia, na manhã de quinta-feira, 7. Os nomes das mulheres que seriam libertadas não foram divulgados pela polícia. Vanessa Albanez, de 23 anos, Antoniel Francisco da Silva, 18 e um adolescente de 16 anos, acusados de participação no plano, foram detidos em uma casa no bairro Nova Conquista. No local, a Guarda apreendeu um artefato montado com pólvora, chumbo e parafusos, uma corda de oito metros que seria usada para lançar a bomba, dois celulares, seis frascos de pólvora e um canivete.Vanessa e o adolescente foram ouvidos e liberados e irão responder pela produção de material explosivo. Com Silva também foram encontradas 19 pedras de crack. Autuado por tráfico de drogas, ele foi levado para o Complexo Penitenciário Campinas-Hortolândia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.