Plano de Mobilização continuará por causa de rebeliões

As rebeliões registradas nas últimas horas desta terça-feira obrigaram a regional do Departamento de Polícia do Interior (Deinter-5), de São José do Rio Preto, a manter em vigência o Plano de Mobilização para impedir possíveis fugas e resgate de detentos de presídios e cadeias da região Noroeste do Estado de São Paulo.O plano colocou em alerta policiais civis em 139 municípios. Armados com metralhadoras, bombas de gás lacrimogêneo e outras armas de fogos eles continuarão vigiando locais estratégicos e de acesso a 12 penitenciárias e cadeias da região, entre elas as penitenciárias de Mirandópolis e Andradina e o Instituo Penal Agrícola e Centro de Detenção Provisória de São José do Rio Preto.Segundo o delegado assistente do Deinter-5 Paulo de Godoy Sumariva, o plano foi colocado em prática no início deste mês, quando o serviço de inteligência da Polícia Civil constatou um considerável aumento na ocorrência de motins e tentativas de fugas de membros do crime organizado e recebeu informações de que essa movimentação deveria aumentar a partir da segunda quinzena.De acordo com Sumariva, o plano poderia ser suspenso, mas com as rebeliões dos últimos dias ele deverá continuar por tempo indeterminado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.