PM abre inquérito sobre morte de menor

O comandante da Polícia Militar de Mato Grosso, coronel José Maria Ribeiro Moraes, abriu hoje Inquérito Policial Militar (IMP) para apurar a participação de dois policiais do Grupo de Operações Especiais na morte do menor Nilson Pedro da Silva, 15 anos. O crime ocorreu ontem na cidade de Rondonópolis, a 210 quilômetros de Cuiabá, sul do Estado. O menor foi morto com dois tiros - um na cabeça e outro no abdome. O dois policiais - o tenente Denis Coutinho e o soldado César Rodrigues -, foram afastados das funções, no entanto, não estão presos. Nilson foi assassinado depois de ser abordado por uma equipe do Grupo de Operações Especiais da Polícia Militar. Ele estava desarmado, nunca teve passagens pela polícia e também não resistiu à prisão. O crime revoltou a população de Rondonópolis. As cenas do crime foram registradas pela TV Gazeta, afiliada da Rede Record.O enterro do menor foi marcado pela emoção e revolta da família de Nilson, que vai processar a Polícia Militar e quer que a Justiça comum também puna os policiais envolvidos na operação que resultou na morte do garoto. Grupos de direitos humanos, o Ministério Público e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) estão se mobilizando para pedir a punição dos responsáveis pelo crime.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.