PM abre sindicância para identificar policiais envolvidos no vídeo do 'Rebolation'

Em vídeo postado no YouTube no último fim de semana, policiais obrigam três adolescentes apreendidos a dançarem hit baiano

Fabiana Marchezi, do estadão.com.br

01 de junho de 2010 | 15h48

SÃO PAULO - O comandante-geral da Polícia Militar do Pará, coronel Emanuel Leitão, determinou na tarde desta terça-feira, 1º, a abertura de uma sindicância disciplinar para identificar os policiais envolvidos em um vídeo postado no YouTube no último fim de semana.

 

 

 

No vídeo, os PM obrigam três adolescentes apreendidos a dançarem o hit baiano "Rebolation". De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado, "as imagens constrangem toda a tropa e a ação será punida. O vídeo foi visto com repulsa pelos Pms".

 

No vídeo, os adolescentes aparecem com as mãos para cima, encostados numa parede. Um dos policiais diz que vai gravar os três dançando e prepara o celular para a gravação. Os próprios PMs cantam a música e mandam que os adolescentes dancem. Além de obrigarem os adolescentes a rebolar, os PMs ordenam que eles sorriam.

 

A PM pede que a população denuncie através do Disque-Denúncia 181. A ligação não é rastreada e a pessoa não precisa se identificar. Os pais dos adolescentes também devem denunciar.

 

Ainda segundo a SSP, em dois anos, em todo o Estado, 90 policiais civis e militares foram detidos por desvio de conduta e envolvimento com o crime organizado.

Tudo o que sabemos sobre:
RebolationpolíciaPMParáYouTube

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.