PM afirma que Exército trocou tiros com traficantes no Rio

Por volta das 21 horas de terça-feira, soldados do Exército teriam entrado em confronto com criminosos que dominam a região do Parque Alegria, no bairro do Caju, na capital fluminense. A informação foi passada por policiais militares do Batalhão de Policiamento de Vias Especiais (BPVE), que durante o confronto atendiam a uma ocorrência no mesmo bairro. O confronto durou cerca de 10 minutos, afirmaram os policiais.Já o Coronel Fernando Lemos, do setor de relações públicas do Comando Militar do Leste, negou que o Exército tenha se envolvido em qualquer troca de tiros com traficantes nas áreas ocupadas. Segundo ele, os soldados que ocupavam a favela Parque Alegria, no Caju, havia se retirado do local no final da tarde. O oficial do Exército afirmou ainda que os soldados que ocupam as favelas da área de Manguinhos, onde foram ouvidos tiros, também não se envolveram em qualquer tiroteio com bandidos.Mais ocupaçõesO Exército pode ocupar, a qualquer momento, mais favelas no Rio de Janeiro. Os militares já estão presentes em nove delas e não há data para sair. A operação do Exército nos morros cariocas já dura 5 dias. São 1.500 soldados em nove favelas. O Ministério Público Militar informou que está acompanhando a ação do Exército nos morros cariocas. Segundo os promotores, eles querem verificar a legalidade e a legitimidade da operação no Rio de Janeiro. A população das áreas envolvidas segue apreensiva e teme por um confronto entre soldados e traficantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.