PM aponta celular e detém dois ladrões

Armados com uma réplica de uma pistola 9 mm, dois adolescentes - um de 15 e o outro de 16 anos - assaltaram a doceria da Av. Antonio Piranga, 527, no centro de Diadema, no ABC paulista. O filho do proprietário, um menino de 14 anos, entregou o dinheiro e os ladrões estavam fugindo quando ouviram um brado: "Parem! Aqui é a polícia. Joguem a arma longe e deitem no chão!" Obedeceram, sem saber que o PM estava apontando para eles apenas um aparelho celular. No caixa, só havia R$ 15. Era pouco, mas como provavelmente seria usado para a compra de entorpecentes, os adolescentes apanharam o dinheiro e tentaram fugir. "Eu estava tomando um café e minha arma pessoal estava em meu carro", explica o soldado Claiton Angelo Barbosa, da 1ª Cia do 24º BPMM, que estava de folga. O policial atribui à precariedade da iluminação e à pressa dos ladrões o fato de não terem reparado em sua presença, num canto da doceria.Foi também graças à má iluminação que os ladrões se renderam, ao imaginar que o PM estava lhes apontando uma arma. Mantendo-se à distância até a chegada de uma guarnição, Claiton também demorou para descobrir que era a réplica de uma arma. A dupla foi levada ao 3º DP local e encaminhada ao juiz da Vara da Infância e Juventude que poderá encaminhá-la para a Febem ou determinar que cumpra um período de liberdade assistida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.