PM apreende suspeitos de realizar 'tribunal do crime'

Pelo menos um dos dezessete indivíduos foi identificado como membro do PCC

Thiago Moreno, O Estado de S. Paulo

18 Setembro 2013 | 21h30

O Serviço de Inteligência da Polícia Militar deteve 17 pessoas suspeitas de realizarem um "tribunal do crime", julgamento informal organizado por membros de facções criminosas contra acusados de delitos graves em uma comunidade. Segundo a PM, haviam quase 40 pessoas no local, mas a maioria conseguiu fugir antes da chegada da viatura. A operação ocorreu na tarde desta quarta-feira, 18, nas proximidades do Morro da Liberdade, em Guarulhos.

A Polícia suspeita que participassem do julgamento pelo menos 25 membros do Primeiro Comando da Capital (PCC), grupo criminoso que organizou a maior rebelião em presídios do País, em 2001. Segundo as informações obtidas pela PM, cinco pessoas estavam sendo julgadas por terem estuprado uma jovem da região.

Os 16 homens e uma mulher detidos foram levados para o 7º DP, onde aguardam a averiguação de seus antecedentes criminais. Um deles, segundo a Polícia Militar, já foi identificado como sendo integrante do PCC. A PM teme, porém, que eles sejam liberados por falta de provas materiais, já que não estavam armados e nenhum deles está disposto a confessar o crime.

Mais conteúdo sobre:
PCC, tribunal, crime, guarulhos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.