PM busca traficante que teria mandado matar policiais

O assassinato de dois policias militares hoje de madrugada levou a Secretaria de Segurança Pública a aumentar o cerco contra o traficante Márcio José Guimarães, o Tchaca. Os PMs, sargento Luiz Cordeiro Viera, 37 anos, e o soldado Luiz Carlos da Rocha, 30 anos, foram mortos por supostos integrantes da quadrilha do traficante, apontado como chefe do grupo que invadiu na quinta-feira o Hospital Geral de Bonsucesso. Tchaca é acusado também de ter ordenado a morte de diversos policiais civis e militares no Estado. Na semana passada, a secretaria aumentou de R$ 5 mil para R$ 20 mil a recompensa para quem tiver informações sobre o traficante, responsável pelo comércio de drogas em sete favelas da zona norte do Rio. "Queremos diminuir o espaço do Tchaca. Queremos deixá-lo deseperado até que possamos prendê-lo", disse o comandante-geral da PM, coronel Wilson de Frontin. Os assassinos levaram dos policiais um revólver, uma pistola e um fuzil com a inscrição da Polícia Militar. A marajó preta, carro que os bandidos usavam na hora do confronto com a policia, teria sido roubada no bairro do Riachuelo, centro do Rio. As favelas do Rato e Jacarezinho, ambas controladas por Tchaca, continuam ocupadas pelas Policias Militar e Civil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.