PM de São Paulo vai passar por reestruturação

A Polícia Militar vai passar por uma reestruturação no Estado de São Paulo. O projeto, que redistribui o efetivo da corporação, foi aprovado pela Assembléia Legislativa na terça-feira. Vagas serão transferidas de órgãos de direção e apoio para os de execução e serão criadas novas unidades da PM na capital, Grande São Paulo e interior.Com a reestruturação, a expectativa é de abertura de dez novas companhias e 12 novos pelotões da PM no Estado. As 12 emendas que o projeto recebeu no Parlamento foram rejeitadas em plenário. Mudanças em CampinasDois novos batalhões da Polícia Militar, com cerca de 450 policiais cada, serão instalados na região de Campinas com a aprovação do projeto de remanejamento de vagas da PM, informou nesta quarta-feira o comandante do Comando da Policiamento do Interior 2 (CPI 2), coronel Reynaldo Pinheiro Silva. Ele disse que os batalhões serão instalados em Sumaré e Jundiaí. Silva afirmou que Campinas não será afetada pelo remanejamento, manterá as 1.600 vagas atuais, das quais cerca de 85% estão preenchidas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.