PM do Rio expulsa 30 policiais da corporação

SSP publicou a demissão de sete inspetores da Polícia Civil

Pedro Dantas , O Estado de S. Paulo

01 Agosto 2011 | 13h51

RIO - Trinta policiais militares foram expulsos da corporação acusados pelos mais diversos crimes. Os jubilados, sargentos, cabos e soldados, são acusados de tortura, estupro e tentativa de homicídio. Entre eles, o cabo Izan Chaves de Melo, condenado a 12 anos de prisão pelo envolvimento no desaparecimento da empresária chinesa Ye Guoe, em julho de 2008. A Justiça condenou dois policiais militares e dois civis pelo sequestro e desaparecimento da vítima que tinha US$ 130 mil na bolsa. Esta semana a Corregedoria da Polícia Militar analisará mais 40 casos de expulsão.

 

Nesta segunda-feira, 1°, a Secretaria de Segurança Pública publicou no Diário Oficial do Estado a demissão de sete inspetores da Polícia Civil, cinco deles acusados de envolvimento com uma quadrilha de roubo de cargas presa pela Polícia Federal em setembro de 2009.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.