PM do Rio mata suspeito de chefiar tráfico na favela da Coreia

Claudinho Nono seria um dos principais líderes em liberdade do Terceiro Comando Puro; fuzil foi apreendido

Solange Spigliatti, da Central de Notícias,

13 Agosto 2009 | 11h11

Dois homens morreram na noite desta quarta-feira, 12, durante uma incursão da Polícia Militar na Comunidade da Coreia, em Senador Camará, no Rio, para verificar informações do Disque Denúncia,

 

Segundo a PM, houve confronto e dois criminosos foram alvejados e socorridos ao Hospital Albert Schweitzer, em Realengo, onde morreram. Um deles seria Claudinho Nono, um dos principais líderes em liberdade do Terceiro Comando Puro (TCP). Na ação policial foram apreendidos um fuzil HK calibre 556 e uma pistola calibre 9 mm.

 

Granada

 

Uma granada de uso exclusivo das Forças Armadas também foi encontrada dentro de um carro, na madrugada desta quinta-feira, 13, por policiais militares do Batalhão de Vias Especiais (BPVE), no Rio.

 

De acordo com a Polícia Militar, o artefato foi deixado por bandidos dentro do carro, na Estrada do Quafá, em Santíssimo, na zona oeste do Rio, após troca de tiros. Os criminosos abandonaram o veículo e fugiram.

Mais conteúdo sobre:
tráfico favela da Coreia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.